23.1.07

Xeque perpétuo

O jogo mal começa e, en passant, sofro a captura. Em frente que Peão não retrocede.
Roque. Prendo-me ou protejo-te?
Vejo que escolheste as peças brancas, mas não ligo para esse privilégio. Sai à frente que sei da tua pressa em atingir as marcas de um outro jogador. A Dama aqui não já não consegue operar a fusão de seus dois movimentos e prefere ficar à Torre sob aconselhamento de seu Bispo.

Desistes de jogar? Fica sabendo que prefiro o empate por afogamento.

25 comentários:

Si disse...

Não entendo absolutamente nada de xadrez, mas isso parece não importar, não é? (Não gosto de jogos, no máximo algumas partidas de dominó que a mim parecem mais simples). Tudo pode ser transformado em um jogo, não? ou pelo menos comparado às suas regras, movimentos, avanços e retrocessos... a vida... (suspiro)

Su disse...

Si, eu também prefiro jogos mais simples e abertos, porém com certo charme. A minha medida é o truco: gritos, blefes e piscadelas. É pura diversão.

Alequites disse...

Jogo!
O texto é firme e lindo.
Pena! Não sei jogar xadrez. Tenho curiosidade em entender sobre o jogo que usa um tabuleiro de 64 casas, em que se fazem mover diversas peças ou figuras.

Peças e figuras...tão famíliar.
Beijos

Tata disse...

Xadrez realmente é difícil, mas imagine que o pouco que aprendi foi com uma criança de 9 anos. Concordo com você, Su, prefiro Truco, aliás, com uma parceira apta a perder de zero e passar por baixo da mesa com louvor...hahahaha.

Si disse...

Truco. Tá faltando uns blefes na minha vida.

Anônimo disse...

A menina está escrevendo com estilo. Gosto disso. Beijo

Deco disse...

Empate... Vitória de dois. Boa jogada! Bjs

Defensor disse...

...é a estratégia da vida, o xadrez.
Abraços

Tiago disse...

pq aspargus, sumaya?

Tiago disse...

com h, né.

Tiago disse...

ah sim... as putas...

Tiago disse...

adorei seu texto. du caraleo.

Ana Clara Ferrari disse...

Olá, moça!
Vc tem uma escrita dos anjos... hehehehe
Gostei do teu estilo :D, fique certa que teu blog também estará no meu caminho diário pelos blogs.
Tem recado pra vc no Ás ;)
Beijos

Alequites disse...

Ops!
Tenha um ótimo final de semana.
Beijos

Sandrinha disse...

Sim. Empate é sempre bom para ambas as partes.

Ana Clara Ferrari disse...

Menos por W.O.
Allons au jeux!! :)

Bill disse...

"en passant" perfeito desconhecido entre os novatos desse jogo milenar (=
Que delicia de palavras, jogo do amor onde cada passo pede uma estratégia, até perceber que esta tudo perdido (=

Simplesmente! perfeito.

:*

Eu disse...

Esse jogo foi criado para se jogar fernte a frente, pessoalmente, cara a cara. É imprescindível observar as expressões, os gestos, as respirações e pausas de seu companheiro de jogo.
É necessário sentir o calor, a presença e notar se os dedos de seu oponente são longos e delicados o suficiente pra colocar cada peça no lugar em que cada uma deve estar.
Sim, eu jogo com as brancas, mas isso jamais foi lá grande vantagem.
Talvez, apenas um demi-sec ( ou apenas sec, como prefere ) possa nos responder essa questão.

Si disse...

E fica o convite.

Mila disse...

Pefeita analogia.
Eu sou uma peça perdida no tabuleiro
Um beijinho.
Vim dar oi.

Anônimo disse...

Adorei. Um ritmo a dois coberto de sofreguidao.
[perdao pela falta de acentos e afins...]
:**

Marcelo disse...

Passando aqui pra deixar o link de meu blog novo, su...Vamos beber um chá lá depois. Beijinhos.

Marcelo disse...

uuuuuuuuuuuh lah lah empate, empate...bacanão!

bjs

Anônimo disse...

Com você seria sempre xeque perpétuo, garota. Você tem me encantado.

Ivo La Puma disse...

Parei aqui vindo de link em link, como um Tarzan internético.

Parei aqui e li. Como gostei, sou obrigado ao elogio. Gostei pra caramba!

Voltarei. É isso.