6.2.07

Jardim

Colhi begônias, cravos e margaridas, com qual delas me enfeito?
Visto-me de setembro. Neste quarto subtropical, sua língua é o terreno onde planto as minhas magnólias.

35 comentários:

yj855458 disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Mila disse...

Enfeitarei minha alma de tulipas vermelhas para que cada dia seja uma canção diferente.
Um beijinho de orquídea.

Conceição Bernardino disse...

Olá,
Hoje é um daqueles dias em que me sinto só, se pudesse pelo mundo em busca
De tudo aquilo que não encontro...
Sei que vais dizer, não fiques assim mas eu sou mesmo assim sem jeito para
Poder dizer o quanto uma palavra me faz sentir feliz...
Beijinhos
Obrigada
ConceiçãoB
Uma boa semana
http://amanhecer-palavrasousadas.blogspot.com

Pedro Pan disse...

, e não cultiva apenas flores com suas palavras, mas também, sentimentos, sensações...
, gostei de aqui. voltarei...
|beijos meus|

Marcelo disse...

Sua alma de poeta é mesmo um belo jardim multicromático.
Delicadeza, carinho, sensualidade, aromas, beleza...
Assim como essas mãos.
Beijos, menina.

Sandrinha disse...

Fiquei pensando o que seriam "as minhas magnólias"...
=)
Gostei!

Anônimo disse...

Esse meu terreno é bem fértil, por isso vem que vem!

Su disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Su disse...

Mila, querida, na verdade as tulipas são a minha perdição. Conceição, esse teu hoje é meus dias todos. E quem agradece aqui sou eu! Pedro, depois que vi teu blog, fico até sem-graça! Mas honrada com a tua presença aqui, lógico. Má, bela é a tua alma, sempre tão cheia de carinhos. Sandrinha, melhor a gente só imaginar, né? E olha o OVNI aí de novo: querido, vai que vai, tá?

Dono do Bar disse...

Su,

Fico contente que tenha aparecido lá no meu blog. Foi bom pra você? Se foi, trate de voltar. Gostei muito do seu HasPargus, posts curtos e cheio de sabores (doces e ácidos). Não me convidaste, mas mesmo assim eu voltarei.

Abraços.

DB.

Ps: também sou libriano!

Mônica disse...

UAU!

Naty disse...

Olá passei e gostei.Parabens
bjs naty

Naty disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Naty disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Si disse...

Hum, língua para plantar? só se for para cavar os buraquinhos, rs

Jana disse...

Eu gosto de margaridas. Mas prefiro girassois!

Beijos

Sujeito Oculto disse...

Há de se tomar cuidado com as ervas daninhas.

Simplismente disse...

...é melhor plantar ao invés de esperar que alguém traga as flores...by shakespeare

Bjo

Alequites disse...

Pra você eu deixo flores.
Beijos

p edro disse...

lindo o trecho que você pos lá, de clarice!
ela foi realmente a minha inspiração àquele poema...
O trecho que me inspirou foi esse:
"Dá-me a tua mão: Vou agora te contar como entrei no inexpressivo que sempre foi a minha busca cega e secreta. De como entrei naquilo que existe entre o número um e o número dois, de como vi a linha de mistério e fogo, e que é linha sub-reptícia. Entre duas notas de música existe uma nota, entre dois fatos existe um fato, entre dois grãos de areia por mais juntos que estejam existe um intervalo de espaço, existe um sentir que é entre o sentir __ nos interstícios da matéria primordial está a linha de mistério e fogo que é a respiração do mundo, e a respiração contínua do mundo é aquilo que ouvimos e chamamos de silêncio."

p edro disse...

ah! e claro: é do livro "A Paixão segundo G.H."

Tata disse...

Nossa, SUcesso total, não!

Conceição Bernardino disse...

Olá,
A perfeição é uma forma imperfeita que se apodera
De tudo o quanto é belo
ConceiçãoB
Uma boa semana
http://amanhecer-palavrasousadas.blogspot.com

Pedro Pan disse...

, não quero que fique sem-graça. e aqui sim é parada obrigatória...
|beijos meus|

Ivan disse...

Vim aqui e me impressionei.

Principalmente com o talento que tens par escrever textos tão curtos com tanta beleza.

equilibrista disse...

não se esqueça da gérbera vermelha.

. disse...

...não deixa de ser...

Ana Clara Ferrari disse...

Que escorram pétalas de flores em palavras tão bem empregadas. Teu texto está tão singelo quanto as flores que mencionaste.
Beijos

camiles disse...

quero um jardim assim florido!

Anônimo disse...

Estou em casa nova, minha querida Su. Te espero lá para bebermos um chá e jogarmos xadrez.
Beijos, mocinha.

Ruberto disse...

Seria esse um jardim? Ou uma vida em que plantas sua felicidade a cada passo, a cada flor, a cada beijo, a cada verso??

Esquilo disse...

saltitando passei por aqui..
gostei muito
inté...
bjocas

Elô disse...

Olá Su!
Primeira vez aqui no seu cantinho!
Estava na página do amigo Marcelo!!
E não poderia deixar de fazer uma visita para todos daquela relação dele!!
Adorei aqui!
Uma linda noite de 3ª

Juliana Marchioretto disse...

sutil e poético.. gostei muito daqui..

e prefiro cravos..

beijo

Jane Malaquias disse...

Eu prefiro as HORROROSAS de croché.